Animais

Animais: como adotar, como ajudar ONGs e como denunciar maus-tratos

Hoje eu vou falar sobre um assunto um tanto quanto delicado: animais abandonados que vivem nas ruas ou em abrigos.
Preparem-se que o post será grande (me empolgo nesses assuntos de animais), mas leiam, por favor. Valerá a pena, e os animais irão agradecer 🙂

Eu sou totalmente apaixonada por todos os tipos de animais, e fico com o coração apertado e com lágrimas nos olhos todas as vezes que vejo um animalzinho indefeso abandonado nas ruas.
Se eu fosse milionária eu construiria vários abrigos, adotaria todos os animais abandonados e lhes daria muito amor e carinho, e também ajudaria o maior número de ONGs que eu conseguisse. Mas infelizmente isso não é possível…
Então neste post vou falar das maneiras que podemos ajudar os animais, quais são os direitos dos animais, e como podemos denunciar maus-tratos e/ou crueldade contra animais.

Protecao-Animal-15

Não compre um animal; adote!
Está pensando em ter um pet? Então que tal adotar um ao invés de comprar? Muitos optam pela compra por terem a opção de escolher pets de raças específicas e acabam pagando muito caro pela compra. Enquanto isso milhares de vira-latas continuam disponíveis para adoção em abrigos, ONGs e até mesmo abandonados nas ruas.
Não compre animais, não fique escolhendo raças. Até por que os animais não se preocupam com nossa raça, nosso gênero e nossa cor de pele, certo? Você irá salvar a vida de um animal, e ele irá salvar a sua. Sua vida nunca mais será a mesma após a adoção; será muito mais cheia de alegria e amor!

Vale ressaltar que a adoção de um pet nunca deve ser feita por impulso. O futuro dono do animal deve ter em mente todas as responsabilidades de cuidar de um pet: alimentação, higiene, vacinação, castração, espaço adequado, brinquedos, etc. Além disso, deve ter em mente que a adoção é pela vida toda, ou seja, não há motivos para abandonar o animal, principalmente na doença e/ou velhice.

Adoção
Fonte: Secretaria Municipal de Saúde – Goiânia

Ajude uma ONG, um abrigo de animais.
Não tem condições de ter um animal em seu lar? Então que tal ajudar um abrigo de animais e/ou uma ONG de proteção animal? “Ah, mas não tenho dinheiro para isso!” Gente, essa ajuda não precisa ser milionária não viu… Se cada pessoa ajudasse um abrigo doando apenas R$ 5,00 por mês já faria toda a diferença! Caso não queira doar dinheiro, há opção de você mesmo comprar ração, potes para alimentos e água, materiais de limpeza, jornais (para recolher xixi e cocô), casinhas, cobertores, coleiras, etc., e entregar diretamente para o abrigo/ONG de sua preferência.
E se você não conhece nenhum abrigo para poder ajudar, dê apenas uma pesquisa rápida no Google e você encontrará milhares deles (muitos bem próximos a você).
Apenas como dica, seguem abaixo alguns abrigos e ONGs que eu ajudo, seja mensal ou esporadicamente (quando meu dindim colabora):

BichoBom Proteção Animal
É uma ONG de proteção animal localizada na cidade de Piracicaba (aprox. 160km de São Paulo), tendo o resgate, os cuidados e a doação de animais abandonados como missão principal.
Clique aqui para acessar a página da ONG no Facebook.
O e-mail para contato é bichobomprotecaoanimal@hotmail.com.

Adote um Ronrom
É um grupo de voluntários na luta para resgatar, tratar e doar gatos das ruas de Florianópolis – Santa Catarina.
Clique aqui para acessar o site do projeto, e aqui para acessar a página no Facebook.

Miaus de Pomerode
É uma família que resgatou e agora cuida de 24 gatos, sendo que a maioria deles tem leucemia e requer cuidados especiais.
Clique aqui para acessar a página no Facebook, e aqui para acessar a vakinha de ajuda ao projeto.

Quintal de São Francisco
É uma associação de proteção aos animais que abriga 71 animais idosos: 62 cães e 9 gatos. A organização foi fundada em 1957, e está localizada no extremo sul da cidade de São Paulo, no bairro Parelheiros.
Clique aqui para acessar o site da associação, aqui para acessar a página no Facebook, e aqui para acessar a vakinha de ajuda à organização.

SPASB-SOS Animais
É uma sociedade protetora dos animais de Santa Bárbara d’Oeste (aprox. 140km de São Paulo), que recolhe animais abandonados, oferece abrigo e cuidados e os disponibiliza para adoção.
Clique aqui para acessar a página da ONG no Facebook.
O telefone/WhatsApp para contato é (19) 9 9656-7452.

Quais são os direitos dos animais?
1- Todos os animais têm o mesmo direito à vida.
2- Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.
3- Nenhum animal deve ser maltratado.
4- Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
5- O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.
6- Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
7- Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
8- A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais.
9- Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.
10- O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.
Fonte: APASFA.

Clique aqui para ler na íntegra a Declaração Universal dos Direitos Animais.

Como denunciar maus-tratos e/ou crueldade contra animais?
Quaisquer tipos de maus-tratos a animais de quaisquer espécies podem ser denunciados nas delegacias comuns através de Boletim de Ocorrência (BO) ou nas especializadas em meio-ambiente ou animai (exemplo: Promotoria de Justiça do Meio Ambiente). Também se pode denunciar diretamente no Ministério Público ou no IBAMA.
Clique aqui para ler detalhes de como e onde denunciar.

É isso, pessoal. O post ficou gigante, eu sei, mas quis colocar a maior quantidade possível de informações e detalhes (espero ter conseguido).

Agora quero saber de vocês:
– Vocês já adotaram algum animal de estimação?
– Vocês têm algum pet? Como é a relação entre vocês?
– Vocês ajudam ou já ajudaram organizações de proteção animal?
– Vocês já presenciaram alguma situação de maus-tratos aos animais?

Lambeijos, miaus e auaus para vocês! 🙂

Anúncios

14 comentários em “Animais: como adotar, como ajudar ONGs e como denunciar maus-tratos

  1. Sempre que eu posso eu ajudo, não com dinheiro, mas as vezes um potinho que eu tenho, eu junto jornais velhos, as vezes com sobras de ração e um pacote novo, ou vou dar uma força para alguma ONG, algumas permitem ser voluntário por um dia para conhecer o trabalho então eu vou. Eu quase não gasto nada para isso

    Curtido por 1 pessoa

  2. Do mesmo jeito que no técnica logo depois a mácula fazer-se obra, entretanto imperativo proteger a feira ao
    estrela entretanto discussão e também a prática a tutor resplandecente além de
    sintomia vosmecê terá de calar-se incluso de convento velado miseração CLARIDADE por abundantes dias, inclusive aquele semanas e também
    ainda quando corre incisão do que virar através de alguma baita
    reminiscência feia entretanto demasiado em sua cútis
    preparado destroços da sua época. http://ircforumcu.com/uyeler/4835-kennithesc.html

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s