Canadá · Viagem

Intercâmbio no Canadá – Escolhas

Olá pessoal!

Hoje vou contar para vocês um pouco sobre minha decisão de fazer intercâmbio de um mês no Canadá.
Eu sempre tive vontade de viajar e conhecer lugares novos, e um de meus sonhos era fazer um intercâmbio em outro país. Até que em 2014 eu consegui realizar esse sonho: passei um mês estudando inglês em Toronto, no Canadá.

canada1222

1-) Mas por que o Canadá?
Como eu iria estudar inglês, o idioma oficial do país escolhido deveria ser obrigatoriamente inglês. Alguns lugares vierem em mente: Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Austrália e Nova Zelândia. Os primeiros países que descartei foram Austrália e Nova Zelândia. Motivos básicos: ambos os país ficam literalmente do outro lado do mundo e a viagem seria muito cansativa, além de o clima ser quente praticamente o ano todo (não gosto de calor). O próximo país que eliminei foi a Inglaterra. Na verdade tenho muita vontade de ir para Londres, mas o alto valor da Libra Esterlina (moeda oficial do país) aliado ao alto custo de vida me fez descartar o país. E agora, Canadá ou Estados Unidos? Eu já tinha viajado a turismo nos EUA duas vezes (Orlando e Nova York), mas nunca tinha ido ao Canadá. Além disso, o dólar americano é mais caro que o canadense. Pesquisei possibilidades de estudo de inglês no Canadá e me deparei com inúmeras opções bem mais vantajosas que as dos EUA. Então não tive dúvida: é para o Canadá que eu vou!

2-) E por que Toronto?
Como meu intercâmbio seria de apenas um mês, minha intenção era optar por uma cidade grande com inúmeras opções de estudo, lazer, culinária, etc. e aproveitar o máximo disso tudo. Cidades do interior não estavam na minha lista no momento. Comecei a pesquisar as cidades grandes e multiculturais do Canadá e logo de cara me apaixonei por Toronto. Cheguei a pesquisar sobre Vancouver, mas mudei de ideia quando vi que chove muito na cidade e no mês que eu iria (maio) já não estaria mais tanto frio lá (tudo bem que isso não chega a ser motivo para não ir para lá, mas me interessei mais por Toronto).
Alguns dos motivos que optei por Toronto: cidade grande, várias opções de cursos, de escolas, de transporte público (metrô, ônibus e bonde), de pontos turísticos, de restaurantes, etc. Há um pouco de tudo na cidade: edifícios, museus, parques, lagos, ilhas… E no zoológico de lá tem pandas!! Para quem não sabe eu AMO pandas, então mais um ponto para eu ir para Toronto! Haha

3-) Outras escolhas: mês de viagem, tipo de curso, escola, acomodação e agência.
– Mês de viagem: Escolhi maio por ser o mês das minhas férias no trabalho e também por não ser um mês nem extremamente frio nem extremamente calor no Canadá.

– Tipo de curso: Há inúmeras opções de cursos de inglês: geral, conversação, escrita, negócios, preparativo para universidade, preparativo para provas (IELTS, TOEFL). Como eu estudaria apenas um mês, acabei optando pelo General English (inglês geral), que podemos dizer que engloba “de tudo um pouco”. No primeiro dia de aula a escola disponibilizou uma lista de aulas eletivas (com duração menor e apenas dois dias por semana) e pudemos escolher duas: escolhi Listening + Speaking (ouvir + falar) e Business English (inglês para negócios).

– Escola: Também há inúmeras opções de escola para todos os gostos, por isso vale pesquisar bastante. Alguns dos motivos pelos quais escolhi a ILAC: escola bem renomada e recomendada por muitas pessoas; foi considerada a melhor escola para estudar inglês no Canadá; possui preços acessíveis e ótima localização.

– Acomodação: A própria escola disponibiliza opções de acomodação, atuando como intermediária dessa com o aluno. Geralmente são oferecidas casa de família (homestay) e residência estudantil. Optei pela homestay, pois nesse tipo de acomodação o aluno interage com uma família do local, o que acredito ser importantíssimo para uma maior imersão do inglês. Além disso, o preço é acessível e todos os custos já estão inclusos: refeições, água, energia, internet, etc.

– Agência: Há opção de fechar o pacote de intercâmbio diretamente com a escola no exterior ou através de uma agência aqui no Brasil. As agências possuem vantagem de estarem no Brasil e já serem experientes no assunto, podendo buscar melhores condições e auxiliar melhor os alunos. Além disso, elas geralmente não cobram taxas a mais; apenas repassam o valor da escola. Isso porque as próprias escolas que são parceiras das agências pagam a comissão a elas. Depois de uma longa pesquisa de empresas, serviços e preços, optei pela agência Canadá Brasil (do grupo S7 Study), e recomendo. Fui muito bem atendida e não tive problema algum nem antes nem durante a viagem.

É isso. O post ficou grande de novo, mas tudo bem.
Em breve voltarei com mais detalhes sobre meu intercâmbio no Canadá: Como foi a preparação? Como foi o intercâmbio em si? O que eu fiz por lá?

Até lá! 🙂

Anúncios

6 comentários em “Intercâmbio no Canadá – Escolhas

    1. Oi Lu!
      O assessoramento foi ótimo… No dia que eu cheguei no Canadá a agência já me enviou um e-mail perguntando se eu havia chegado bem, como eu estava e tal. E qualquer dúvida que eu tivesse durante o intercâmbio eu podia contar com eles. E quando voltei para o Brasil eles também perguntaram como havia sido o intercâmbio e tudo mais. Foram muito atenciosos 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s